• melody erlea

9 livros sobre cultura pop!

sabadão pré-carnaval, tô aqui de bobeira curtindo uma rede e um livro, aí lembrei que um tempo atrás, no post sobre a autobiografia de mark lanegan, alguém comentou pedindo dicas de livros sobre cultura pop. cultura pop é um assunto bem amplo, então obviamente existem muitos outros livros legais, que eu não li e que eu não conheço. mas esses são alguns que eu gosto, que li e que usei como fonte em posts.


please kill me - the uncensored oral history of punk

legs mcneil e gillian mccain


o 1o livro que li sobre cultura pop, lá na adolescência, quando comecei a me interessar por rock, punk e contracultura. li inteirinho sem ter comprado - eu ia na livraria sciciliano perto da escola e lia um pouquinho todo dia lá.


é um ótimo livro pra começar a se enveredar pelo mundo punk, desde as primeiras bandas até os movimentos, momentos e artistas que ganharam fama mundial e viraram ícones da cultura pop.


foi publicado em 1996 e tem tradução para o português!




twee - the gentle revolution in music, books, television, fashion, and film

marck spitz


eu baixei e li esse livro inteirinho com o único propósito de fazer meu post sobre twee, e ele tá logo após please kill me pra respeitar a ordem dos acontecimentos - já que o twee foi meio que uma resposta ao punk.


o autor é meio deslumbrado pelo movimento twee, mas é um ótimo livro pra expandir o universo punk do please kill me, ir mais a fundo na cena musical dos anos 70 e 80 e ter uma visão legal de como as influências atravessam oceanos e décadas e chegam nas américas e em gerações futuras.


goth - undead subculture

lauren goodlad e michael bibby


esse livro é uma coleção de ensaios sobre os diversos aspectos da subcultura gótica, com enfase nos períodos das décadas de 1980 e 1990.


ótimo pra quem quer começar a enteder o gótico - da onde veio? é tipo punk? como são as roupas? que tipo de música? - e também um bom aprofundamento de temas específicos relacionados à subcultura, de cinema à sexualidade, passando por moda, diversidade, bares e clubes noturnos famosos, maquiagem... e música, claro.


gosto tanto que o livro já ganhou um post inteiro só pra ele.



slaves to fashion - black dandyism and the styling of black diasporic identity

monica miller


esse é outro que já teve um post só pra ele! em seu livro, monica l. miller explora a história da moda negra na inglaterra e nos estados unidos e como os escravos se apropriaram de elementos sartorialistas brancos para impor sua identidade como indivídios, como grupo, e como voz unificada na grande diáspora do negro escravizado pelo mundo.


o dandy negro é uma figura poderosíssima: com as próprias ferramentas de vestimenta do opressor, ele desafia idéias de masculinidade e feminilidade, agressividade, sexualidade e raça.



black power - radical politics and african american identity

jeffrey ogbar


eu li esse livro como parte da minha pesquisa pra fazer esse post aqui, sobre os panteras negras e violência performativa.


ogbar discorre sobre as origens da ideologia do partido dos panteras negras, e como seu discurso aliado à sua imagem impactante e fashionista, conquistou e influenciou uma juventude negra.


para ogbar, as influências dos panteras negras vão muito além do movimento por direitos civis nos eua, influenciando profundamente a cultura pop.




hip-hop revolution - the culture and politics of rap

jeffrey ogbar


do mesmo autor do livro anterior, esse aqui eu infelizmente não li inteiro porque não encontrei ):


ainda assim, é uma delícia: ogbar traça uma história do hip-hop como fundalmental pra criação de uma cultura norte-americana. com provocações interessantes sobre os elementos que criam uma suposta autenticidade numa cena em que problemáticas de raça e classe são elementos constantes e acabam sujeitas à perspectiva estereotipada da sociedade.


e ele também fala de um monte de rapper legal, um ótimo meio de começar a explorar o gênero!


bowie's bookshelf - the hundred literary heroes who changed his life

john o'connell


em 2013, quando lançou a expo "david bowie is" (que esteve aqui em sp, no mis), o victoria&albert museum publicou uma lista dos 100 livros que bowie considerava os mais influentes, de todos que ele tinha lido (a introdução desse livro deixa claro - não são os livros PREFERIDOS de bowie, apenas os que mais o infuenciaram).


john o'connell pegou a lista e escreveu esse livro, em que através de cada livro conta um pouquinho de bowie, sua carreira, e que influência vemos em seu trabalho do livro em questão.


uma delícia!




chaos - charles manson, the cia and the secret history of the sixties

tom o'neill


esse livro é uma viagem LoUcA de um escritor e um reporter, os dois claramente obcecados, tentando entender a sequencia de acontecimentos dos assassinatos orquestrados por charles manson, seu julgamento, e tudo o mais que aconteceu.


charles manson deve ser um dos serial killers que a cultura pop mais idolatrou na história - tem livro, tem música dos beatles, tem uma amizade com os beach boys tão próxima&drogada que até hoje eles se recusam a falar sobre o assunto, tem filme do tarantino, tem TUDO.


e nesse livro tem tudo isso.



fangirls - scenes from modern music culture

hannah ewens


esse na verdade eu ainda não li - baixei recentemente e ainda não tive a oportunidade.


mas pelo que eu entendi, essa jornalista conta uma versão da história da música pop através da perspectiva das fãs. as meninas enlouquecidas nos shows dos beatles e elvis, as gostosas nos shows do guns 'n' roses, as groupies - e descobre que, como bem dizia penny lane, eram elas que faziam tudo acontecer.


talvez não TUDO, mas a partir de centenas de entrevistas hannah conhecer novas versões de anedotas e eventos e coloca as fãs em seu devido lugar: o estrelato.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo