• melody erlea

a moda e a arte em sailor moon


eu lembro até hoje da primeira vez que assisti sailor moon, na manchete. até hoje, a sequência da transformação, em que ela passa de serena a sailor moon, mexe com alguma coisa dentro de mim que eu não sei explicar.

desde criança, eu entendia que o figurino desse desenho tinha algo de muito diferente dos outros. enquanto todas as animações tinham figurinos estáticos e imutáveis - até os animes - as personagens de sailor moon tinham um guarda-roupa variado. as roupas mudavam várias vezes por episódio, não só quando elas se transformavam nas super heroínas com poderes. e cada uma delas tinha um estilo que conversava com sua personalidade - a sailor marte era mais ~espevitada~ e abusava dos rosas e vermelhos, por exemplo, e a sailor jupiter, a "tomboy" do grupo, tinha um estilo mais despojado e esportivo.


com seus tons pastel, saias midi, jaquetas, cintura altas, croppeds e bombers, sailor moon foi predecessora de uma estética que ficou marcada nas nossas memórias como o estilo-anime-90s. mas o cuidado com as roupas já vinha desde o mangá, criado por naoko takeuchi - que incluiu muitos de seus próprios interesses, gostos e experiências de vida na história, inclusive sua paixão por alta costura francesa e italiana.


nos anos 80 e 90, a moda européia teve um grande boom de interesse no japão em geral, e as revistas de moda propunham o que era chamado de estilo shibukai, ou shibuya casual - um mix de itens de alta costura de grifes européias com itens mais casuais e comuns ao estilo norte-americano, como jeans e camiseta. o que a gente chama hoje de high-low, uma personagem de mangá de 14 anos aperfeiçoou lá nos anos 90 - mas naoko não estava sozinha: outras escritoras de mangá deixavam seu amor pela moda influenciar suas criações, como ai yazawa, criadora de de naná.


imersa nesse imaginário da moda ocidental, naoko usou e abusou das referências fashion para criar o figurino de seu universo mágico povoado por adolescentes multi-facetadas que viviam suas vidas rotineiras durante o dia e lutavam contra o mal durante a noite. alguns dos looks do mangá e anime são alusão direta a looks de passarela e revista! olha só:


chanel


versace


dior / roberto capucci


mugler


lacroix / yves saint laurent


o uso de roupas coy&paste de grifes a gente já conhecia de naná, mangá/anime em que 90% das roupas dos personagens é da vivienne westwood. mas naoko takeuchi vai mais longe, em sailor moon, incorporando àquele universo muito de suas próprias memórias afetivas e gostos pessoais, como carros esporte (o personagem haruka dirige o mesmo modelo de ferrari que a autora), antiguidades, pedras preciosas e arte! dá pra ver referências a artistas como alphonse mucha, gustave klimt, van gogh, hokusai, albert mayer, maxfield parrish e william blake.


sem contar as diversas referências à revistas de moda e hollywood de diversas eras!


e tudo isso mantendo uma estética relacionável, que se comunicou com uma geração inteira de meninas e influencia o mundo da moda até hoje!



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo