• melody erlea

aaliyah, baby girl



aaliyah foi e continua sendo o som do futuro.


desde o 1o disco, age ain't nothing but a number - carregado de polêmicas como toda grande obra-prima - aaliyah se mostrou, realmente, uma pessoa que alcançava muito além de sua idade (13-14 anos na época.) sua estréia é repleta de elegância r&b, com toques de blues, e uma modernidade pós-janet jackson, um pop cheio de ~experimentações~ de sons, toda uma mistureba de estilos e tudo tão bem orquestrado, tão fino....... o trabalho magnífico de uma jovem adolescente genial sendo produzida pelo r. kelly e fazendo aquele r&b noventista que não existe mais.



one in a million, o 2o disco, é, até hoje, o mais precioso trabalho produzido por timbaland e missy elliot, os dois na época começando a se estabelecer na música e formando um pequeno e poderoso trio-maravilha com aaliyah. e é aí, meus amigos, que a gente entende o poder da baby girl. assiste os vídeos e saca essa batida chet faker style que o timbaland criou lá em 96! visionário que chama? e junto com ela vinha toda uma estética, uma vibe futurista-street, um estilo cool, do tipo desencanado-caprichado, criado por aaliyah e até hoje reproduzido por aí. sem contar que só o cabelo dela já é todo merecedor de uma análise semiótica só dele: perfeição.


o que eu gosto mesmo é que apesar de o timbaland ter trazido uma batida mais futurista, a elegância musical dos tempos de r. kelly continua até o fim, até o último disco, homônimo, de aaliyah - outra pequena pérola e, pra mim, o melhor disco da cantora. we need a resolution, a canção de abertura do álbum, é definitvamente MY JAM. boa d++++++



hoje fazem 20 anos da morte da cantora, que mesmo do além segue sendo a mais visionária cantora de r&b da era mtv - sem ela não tinha rihanna, nem beyonce, nem justin timberlake (que agora a gente decidiu que era melhor que não tivesse mesmo, mas essa conta a gente cobra do timbaland, não da baby girl), e também não tinha missy elliot.


mas mais que isso, nos últimos 20 anos aaliyah e seus fãs viraram meio que guardiões de uma maneira de escutar e compartilhar música que ficou no passado. até alguns dias atrás, o único disco dela disponível para streaming era o de estréia - o segundo foi adicionado recentemente, e o último ainda está encaixotado em cases de fita k7 e cds. quem quer ouvir aaliyah tem que saber onde encontrá-la.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo