• melody erlea

this shit is bananas: um post sobre arte


notícias fresquinhas da @artbasel, uma das maiores feiras privadas de arte do mundo: isso não é uma piada, mas essa banana colada na parede com silver tape é uma instalação artística.

isso não é uma piada, mas essa banana foi vendida por 120 mil dólares. vamos focar no que é importante - a venda da banana não diz nada sobre a arte contemporânea em si, aliás acho que a própria venda e o valor acabam fazendo parte do conceito. o nome da instalação era "comediante" e o artista, o italiano @mauriziocattelan, quase um discípulo de duchamp, queria ironizar essa feira de arte que é apelidada de "a corrida dos bilionários". mas vamos combinar que o fato de que existem pessoas no mundo com tanto dinheiro sobrando que podem comprar uma banana colada na parede por 120 mil dólares, porra, isso diz muito sobre pessoas, sobre nossa sociedade, sobre distribuição de riqueza e de bananas, que dizem por aí já estão correndo leve risco de extinção, e isso também não é uma piada.

isso não é uma piada, mas a banana, que já tinha dono, foi comida, lá mesmo, na feira bilionária de arte, pelo artista @david_datuna, que exclamava enquanto mastigava "isso é uma performance artística! chama 'o artista faminto'!" é curioso que existam artistas famintos e artistas vendendo bananas por 120 mil dólares.

datuna também disse que foi melhor do que uma banana normal - porque ele comeu a banana, mas mais importante, comeu o conceito da banana, afinal ele é um artista e não um ser humano comum.

isso não é uma piada, mas oswald e tarsila devem estar fazendo uma festa em seus túmulos: a arte antropofágica finalmente ganhou o mundo, quase 100 anos depois de ser teorizada aqui em terras tupiniquins.

e o que fez a galeria de arte, ao ver uma obra já vendida sendo devorada por outro artista? isso não é uma piada, mas eles disseram: a arte não foi destruída. a arte é a IDEIA da banana, não a banana.



UPDATE (19/dez)

pra combinar com a banana de 120 mil dólares que ainda não saiu da minha cabeça (até porque eu perdi a conta de quantas versões da banana colada na parede eu já recebi desde o meu post, de gatos colados com silver tape a um pênis colado com silver tape, passando por silver tape em disco do velvet, fotos diversas de bananas, releituras de warhol e todas as cores possíveis de bananas coladas em paredes. eu tenho uma pasta de salvos no instagram que chama BANANA, isso não é uma piada), pensei em fazer uma bela sequencia de bananas.


começamos com a clássica banana do andy warhol na capa do velvet&nico, que era descascável e revelava uma outra banana bem rosinha por baixo, acho que nem preciso dizer que a mensagem aí é ambígua e sacaninha pra dizer o mínimo, adoro e acho que combina com o pênis colado com silver tape, dá pra descascar mais ou menos do mesmo jeito.

sigo pra uma cena de um episódio de daria em que ela vai vender discos usados numa feira e low-key chama o velvet underground de poser auto-indulgente, amo essa ousadia, saudades desenhos dos anos 90.

voltando pra temática banana-pênis sigo então pruma ilustração da @melodieperrault sobre a qual vou me abster de comentar, vou deixar vocês aproveitarem sem minha interferência.

depois vou pra banana com silver tape original, que é um grafite de 2014 do @ches_ches. e ano passado a xófen artista @paigeotoole já tinha colado várias bananas numa parede e chamado isso de arte.

encerro essa tour com a sua, a minha, a nossa: carmem miranda. amo que nas mãos de carmem banana vira acessório de moda, instrumento musical e adereço de cena - esse vídeo tem mais de 7 minutos e inclui carmem tocando xilofone em bandejas de bananas e uma valsa com bananas gigantes, mostrando que nós brasileiros somos muito versáteis e conseguimos nos virar com os únicos recursos naturais que possuímos: bananas, brazilian senhoritas e alegria de viver.

e já que estamos em hollywwod não posso esqeucer josephine baker e sua minissaia de bananas:

e a barraca de banana congelada mais famosa do mundo:


quer mais? cola no instagram @repeteroupa e dá uma olhada nos destaques: a coleção de bananas artísticas só cresce!