• melody erlea

blondie, 1979: um exercício de imaginação


imagina o seguinte: é 1978 e a banda blondie, comandada pela maravilhosa debbie harry, acabou de lançar seu 3o e mais popular disco, parallelle lines, e o hit heart of glass tá bombando no rádio e nas pistinhas de dança.


mas assim, faz esse esforço: imagina que você nunca tinha ouvido heart of glass, imagina ligar o rádio e escutar pela primeiríssima vez. só imagina a curtição. eu nasci em 1987 então só me resta imaginar, mesmo, mas vai que alguma repeterouper descolada realmente viveu a sensação de ouvir esse hit recém saído do forno, 9dade completa.



e assim, isso que a gente tá falando daquela versão ensaboada de estúdio.


agora imagina ISSO: imagina chegar num show deles e ouvir essa versão ao vivo - só imagina. imagina, é seu 1o show do blondie. disco fresquinho, hit arrasador, e aí no show começa esse sintetizador. fecha os olhinhos e imagina, vai. aí de repente clem burke na bateria equilibrando um cigarrinho nos lábios, elegantemente punk, aquele tempero leve de keith moon que a gente vislumbra às vezes, e pohaaannnnnnn. só imagina.


imagina chegar num show deles e ouvir isso, quando a musica era fresquinha, novidade, paixão recente - só imagina. o riffzinho gostoso, as distorções todas, e debbie harry despida de apetrechos, crua&punk, contrastando com toda a sonoridade new wave da música.


sei lá, gente, não tenho conclusão nenhuma, mas deixei nesse post alguns shows muito bons do blondie no finzinho dos anos 70 pra quem quiser curtir e tentar imaginar uma coisa dessas comigo :~




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo