• melody erlea

duas semanas de roupateca <3


com o advento da grande tendência da sustentabilidade, o mundo da moda que se alimenta, respira e regurgita tendências, é um dos maiores movimentadores de discussões, debates, novas marcas e novas maneiras de fazer negócio que se adequem melhor ao zeitgeist da responsabilidade ambiental.

a roupateca é uma das muitas iniciativas que propõe que revisitemos e repensemos a maneira como consumimos roupa. com um foco numa classe média intelectualizada, que vê a sustentabilidade como estilo de vida tão glamouroso quanto o consumo de bens, a empresa oferece um serviço de guarda-roupa compartilhado por assinatura mensal. de acordo com o plano mensal escolhido, a assinante pode levar pra casa de 1 a 3 peças por até 15 dias, com trocas ilimitadas enquanto durar a assinatura.

eu já tinha testado o serviço ano passado, e me encantei com o acervo cuidadosamente curado, que inclui marcas locais e sustentáveis, desapegos de assinantes, tendências, modelagens atemporais.... ou seja, tem pra tudo quanto é estilo e mulher. os tamanhos vão do pp ao plus size, com muita variedade.

dessa vez, a proposta é mais focada: mostrar a variedade de usos que uma peça da roupateca pode ter. eu escolhi um vestidinho preto, uma miniblusa (conhecida no vocabulário millennial como cropped) e um vestido rosa - que eu já tinha usado ano passado e amado.

pro vestido preto tentei variar a posição do decote (originalmente é nas costas, mas eu trouxe pra frente em algumas ocasiões), brincar com sobreposição e lidar com o frio cobrindo o vestido com casacos. se eu tivesse mais alguns dias com ele ainda teria usado como blusinha, pois tinha um super potencial. quem sabe a gente se encontra de novo, né?

pra mini blusa - ou bluzdibarriguidifora como uma seguidora comentou que se diz em bh - quis montar pelo menos um visu que não mostrasse a barriga (cropped por cima de vestido é SUCESSO, cria ilusão de cintura, quebra a mesmice do vestido e cobre a barriguinha). fora isso, usei com minissaia num visu cebola que amei (e que foi de saia+blusinha no começo do dia a saia+blusinha+meiacalça+tricô+cachecol+parka à noite) e também num dia mais de boa com calça jeans e echarpe, bem tranqs e confortável.

o vestido rosa é um ícone desse blog mesmo sem nem pertencer a mim - foi a roupa que usei pra ir no niver do crush quando mal o conhecia e tenho certeza que foi esse vestido que me fixou na cabeça dele e garantiu a paixonite que dura até hoje. dessa vez, fiz um visu de calor (de manhãzinha quando tava frio fiquei com a parka - saí elegante assim pro sábado cultural da escola, dia de encontrar os pais dos alunos as mães as avós toda a galera), um outro visu cebola de friozíssimo (meia calça, jaqueta de couro e casacão por cima - e aí todas as camadas foram retiradas quando entrei na baladeenha e comecei a dançar) e um visu com um dos truques mais clássicos desse blog: vestido como blusa, harmonizado com tons de cinza pra ver se eu quebrava esse pink todo.

amei as roupas, amei os visus, mas devo dizer que quando chegou a hora de devolver as roupas pra roupateca eu quase chorei. sabe três peças que ornariam perfeitamente com meu guarda-roupa e minha vida? eram essas. não posso tê-las, mas pelo menos sei que elas tão disponíveis lá no acervo da roupateca, vivendo experiências em outros corpos e sempre com a possibilidade de me visitarem novamente um dia. e só de pensar nas mulheres foda que devem ter usado essas roupas além de mim, pô, deixa meu coração quentinho.


  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone YouTube
  • Black Pinterest Icon
  • Preto Ícone Tumblr
  • Preto Ícone Spotify

RECEBA A NEWSLETTER