• melody erlea

elza soares - a 1a punk DO MUNDO!


elza soares foi muitas coisas, uma mulher de tantas vidas, tantas histórias, tantas músicas, tantas notícias - e tanta tanta tanta força.


sendo eu quem sou, vou lembrar aqui da minha história preferida - a tal história da roupa com alfinetes que ela usou em 1953 na sua estréia como cantora.


existem duas imagens de momentos da música brasileira que eu gostaria que existissem em algum lugar: uma é o lendário vestido preto de linho de elis regina no programa o fino da bossa, que por falha de comunicação de clodovil teve a barra encurtada em 8 cm - fazendo dela a 1a mulher a aparecer na tv de minissaia, por volta de 1966.


elza soares e ary barbosa

a outra é elza soares em 1953 vestindo a roupa da mãe que ela encheu de alfinetes pra ajustar, ao cantar pela 1a vez, no programa de calouros de ary barbosa, em mais uma tentativa desesperada de conseguir dinheiro pra alimentar os filhos - o calouro que recebesse a nota mais alta de ary levava pra casa um prêmio em dinheiro.


foi nesse dia que ela respondeu, iconicamente, ao ser perguntada, por causa da roupa absurda toda alfinetada, de que planeta ela vinha: planeta fome. esse no qual todos nós vivemos - e que virou nome de disco dela em 2019, com direito a look haute-couture-punk inteiro cheio de alfinetes na capa - quando a pessoa se auto-referencia é porque ela pode, é porque ela fez HISTÓRIA.

elza se apresentou na tv vestida de alfinetes em 1953 - mais de 20 anos antes de vivienne westwood vestir os sex pistols. mais de 50 anos antes da versace desfilar o seu memorável vestido preto de alfinetes, vestido por liz hurley num momento fashion que já virou um clássico.

pioneira na moda, na música e, no brasil, em tudo: mulher negra, da periferia, obrigada a se casar na adolescência, em eterno luto pela morte de 4 de seus filhos, uma pessoa que o brasil fez de tudo pra manter no anonimato, na fome, na tristeza e no desepero. e taí, a maior de todas.


elza, a verdadeira punk.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo