top of page
  • Foto do escritormelody erlea

Madonna, a popstar punk

[texto publicado originalmente na fresh people]


Antes de Madonna ser _A_ Madonna ela era Emmy, uma aspirante a artista em Nova York, bebendo da fonte da cultura punk e new wave que ainda inundava a cidade no fim da década de 1970.


Emmy desejava a fama, mas fazer música a sério só começou a passar pela sua cabeça quando conheceu os irmãos Dan e Ed Gilroy, de quem ficou muito amiga. Os Gilroy a ensinaram a tocar guitarra e bateria e compor canções, e em 1979 montaram a Breakfast Club, banda garage na qual Madonna era baterista.


Foi com essa banda que ela, num show no CBGB, pegou pela primeira vez no microfone para cantar e, inspirada por vozes como Debbie Harry, do Blondie, Chrissie Hynde, do Pretenders, e Patti Smith, decidiu que aquele era o seu lugar de estrelato.


A Breakfast Club não era o suficiente para conter o ego artístico de Emmy, e ela se reconectou com Stephen Bray, músico com quem tinha um relacionamento de idas e vindas desde a faculdade. Juntos, eles compunham canções com pegada punk e ska, e em 1980 formaram a Emmy & the Emmys, em que Madonna era líder e vocalista.


Durante esse projeto, a colaboração de Madonna e Bray começou a tomar a forma que levaria a cantora ao estrelato mundial. Embora influenciados pela contracultura punk nova iorquina, aquela virada dos anos 70 pros 80 havia despertado o interesse dos dois por outro tipo de música, mais dançante, proveniente da disco music e cada vez mais popular em clubes noturnos naquele começo de década.


Nessa época, Emmy e Stephen compuseram juntos algumas das canções que virariam hits do 1o disco solo de Madonna, lançado em 1983 - inclusive a canção Burnin’ Up, que tem uma versão demo róquenrôu gravada com a Emmy and the Emmys. Madonna, frequentadora assídua de festas e discotecas, era popular a ponto de pedir aos DJs que tocassem suas novas músicas - e foi assim que ela caminhou do punk à dance music, e revolucionou o pop mainstream com sua estética e rebeldia trazidas do mundo do rock underground.


A parceria de Madonna e Stephen Bray se manteve até 1989, e outros hits escritos pela dupla incluem Papa Don’t Preach, Express Yourself e True Blue.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page