• melody erlea

tem moda nas olimpíadas? tem sim senhor!



é post sobre olimpíadas que você quer, @? pois pega essa:


2016 foi todo um rebuliço pra gente porque as olimpíadas foram sediadas no rio de janeiro. mas mais globalmente falando, 2016 foi um grande ano para cuba: o país retomava suas relações diplomáticas com os estados unidos e barack obama foi o 1º presidente norte-americano a visitar a ilha em 90 anos.


michelle obama veste carolina herrera, barack veste o mesmo terno de sempre

essa inicial e pequena abertura de cuba teve um impacto enorme no imaginário estético da moda e naquele ano três grandes grifes apresentaram uma ou mais coleções inspiradas em cuba.


stella mccartney apresentou um desfile que replicava uma "fiesta cubana", com vestidos floridos, música alegre e sósias de fidel castro e che guevara fumando charutos enquanto jogavam dominó numa mesa de picnic. a gente tem ouvido muito falar de CRINGE, pra mim a descrição desse desfile é a definição mais pura do que é cringe.


karl lagerfeld, em todo seu deslumbramento, foi mais longe e levou 700 pessoas para havana, onde iniciou o desfile da chanel com carros vintage conversívels coloridinhos - do tipo que a gente imagina numa versão conto de fadas de havana, de uma cidade estacionada nos anos 50 onde nada envelheceu, mudou, estragou ou foi afetado pela corrupção da internet. além das previsíveis estampas florais coloridas, a coleção tinha camisetas estampadas com a frase "viva coco libre!" (esteve coco chanel alguma vez imprisionada? sim, acusada de colaborar com os nazistas. a gente ri de nervoso agora?). no dia seguinte ao desfile, todos fizeram as malas e foram embora, com fotos e vídeos pra encher redes sociais por meses e nenhum passo real para aproximar cuba da alta moda global. não serviu nem pra atrair novos consumidores, já que a chanel continuou sem ter nenhuma loja por lá.


a grife proenza schouler conseguiu se afastar da visão antiquada e anacrônica de uma cuba doce e colorida pré-revolução. a marca é formada por dois estilistas, jack mccollough e lazaro hernandez, que é cubano. os dois viajaram a cuba e fizeram uma coleção inspirada na família de hernandez, que resultou em cores fortes e modelagens mais modernas.


mas de todos, o estilista que conseguiu trazer cuba para os holofotes da moda foi o responsável pelos trajes usados pelas equipes cubanas na cerimônia de encerramento das olimpíadas de 2016.



ao contrário do costume, esses trajes não foram desenhados por um estilista local - e sim pelo mega estilista christian louboutin, conhecido por seus scarpins de salto agulha e sola vermelha. o designer tem grande apreço por cuba e visita o país com frequência há quase 20 anos - e na época das olímpiadas, disse que queria garantir que os atletas fossem vistos com distinção, com presença forte e aparência moderna naquele momento em que o mundo todo os estaria assistindo.


a ideia era atualizar e modernizar (e, bem sinceramente, embelezar) o uniforme com blazers amarelos que os atletas cubanos haviam usado em 2012. para os ajudar a se sentir confiantes e elegantes, louboutin ouviu esportistas cubanos e desenhou um uniforme que incorporava elementos culturais importantes, como os sapatos de modelagem mais gráfica e as sandálias de salto bloco baixo, todos em combinações elegantes de color-blocking das cores cubanas.


pra mim o mais precioso são mesmo os blazers: em creme e vermelho, eles foram inspirados nas tradicionais camisas guayaberas, comuns em cuba e outros países caribenhos, distinguíveis por terem costuras verticais, plissadas e paralelas na frente e atrás. sabe quem amava essas camisas? fidel castro.



e sabe o mais legal? louboutin criou esses uniformes - incluindo o blazer guayabera - pros atletas das olímpiadas E SÓ. ele não tinha intenção de reproduzir os modelos e vender, ou de lucrar em cima desses designs - só de garantir que as equipes de cuba estivessem vestindo algo que os representasse e que os deixasse seguros frente a um planeta inteiro de espectadores.


a moda é linda!


(obrigada @lud_mila pela dica quentíssima de pauta!)

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo