top of page
  • Foto do escritormelody erlea

o estilo disco-punk de debbie harry



véspera de feriadão e hoje vamos de post leve, porém de responsa: não sei vocês, mas aqui no repeteroupa nós somos debbie harry stans e quando eu digo “nós” eu quero dizer só eu, mesmo, que no repeteroupa só tem eu, sou eu que faço tudo kkk. e eu sou fangirl assumida de debbie harry.



debbie começou sua carreira na música, como outras tantas mulheres essenciais da cena de ny da época tipo madonna, cindy lauper e lady miss kier, se vestindo de achados de brechó que ela mesma escolhia, customizava e montava.


só que existe um momento crucial pro estilo de debbie harry - um momento em que ela passa de artista-sem-grana-usando-roupa-velha pra vocalista punk extraordinaire com um estilo disco-punk, ao mesmo tempo destroyed e glamouroso, aperfeiçoado aos mínimos detalhes. e o nome da pessoa que transformou, elevou, iconizou o visual de debbie é stephen sprouse.



em 1975, o jovem estilista stephen sprouse se mudou para o mesmo prédio em que debbie e chris stein, guitarrista do blondie, viviam. sprouse vinha de um período trabalhando com o estilista halston, onde desenvolveu o olhar para styling e montação de looks.


debbie já era o blueprint de um ícone da cena alternativa: com seu cabelo platinado e olhos pintados de preto, a cantora já causava impressões fortíssimas com seu estilo faça-você-mesmo aventureiro - que na época podia ser considerado genial ou completamente insano, dependendo de pra quem você perguntasse.



a própria ideia de destruir e reconstruir roupas, de rasgar e alfinetar, de customizar um item de vestuário a bel prazer, de maneira amadora, era completamente nova. como toda energia criativa do vestir que é posteriormente cooptada pelo mercado capitalista de moda e esvaziado de significado, a roupa rasgada e com alfinete começou como uma alternativa econômica de jovens artistas querendo se expressar esteticamente - e a desconstrução das roupas acompanhava uma nova mentalidade, uma visão de mundo que também queria desconstruir a maneira padronizada com que as pessoas pareciam viver suas vidas.


mesmo antes de stephen sprouse e de ter seu estilo elevado ao nível de rockstar, debbie e o resto de sua banda já entendiam a importância de uma imagem marcante, e os looks montados em brechós passeavam por referências diversas, como vintage dos anos 1930 e 40, david bowie e joan jett. mas foi sprouse que conseguiu desenvolver uma linha de pensamento e levar o visual de experimental a fashion. "stephen pegava minha coleção de trapos e conseguia montar algo que tinha impacto para os palcos" - e de trapo em trapo, um ícone fashion foi criado.




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page