• melody erlea

slums of beverly hills: nostalgia hilária e doce


passando aqui a bloguerinha que segue na saga natasha lyonne! a indicação dessa vez é slums of beverly hills, um filme de 1998 que se passa na beverly hills de 1976.


pensa só os luquinhos: aquele lugar lindo da moda em que o zeitgeist dos anos 90 encontra a nostalgia setentista, apenas um pote de ouro no fim do arco íris fashionista, melhor encontro de tendências não há nem pode haver.



e o figurino segue a vibe do filme: apesar de vivian, a protagonista de 14 anos interpretada por natasha, e sua família viverem em beverly hills, sua realidade é bem diferente do esterótipo hollywoodiano de riqueza e glamour ao qual estamos acostumados. as roupas são simples, com aquele temperinho 70s que faz tudo parecer mais charmoso, mas meio desencontradas, como a vida de vivian. ela tem um armário enxuto e #repeteroupa à beça durante o filme, o que contribui pra atmosfera frugal em que a família se encontra.


o pai de vivian, murray, é um homem divorciado, pai de três, que trabalha tentando vender carros usados numa concessionária à beira da falência, e vive se mudando de um condomínio popular pra outro, fugindo de dívidas, sem sair da cidade porque quer que os filhos frequentem as boas escolas da região.



as mudanças constantes de prédio fazem de vivian uma adolescente descolada de rotinas, raízes e relacionamentos aprofundados ou duradouros. ao mesmo tempo em que lida com o abandono materno, a prima desajustada que saiu da rehab e foi morar com eles, o tio rico e esnobe, a garota passa por experiências canônicas da adolescência - o 1o sutiã, as 1as experiências sexuais, a 1a depilação de buço kkkk - de uma maneira hilária, mas também nostálgica e doce; que remonta a outros filmes e séries do tipo "coming of age", com gostinho de sessão da tarde: conta comigo, anos incríveis, agora e sempre - só que com um toque sarcástico, que nos lembra que nem toda adolescência é estável e nem toda família mora numa casa com cerca branca na parte bonita da cidade.



com atuações deliciosas de marisa tomei, alan arkin e david krumholtz (além da já mencionada e maravilhosa natasha lyonne), slums of beverly hills é uma comédia dramática gostosa, retrôzinha, com uma trilha sonora cheia de tesouros setentistas que dá pra ouvir inteirinha sem pular nenhuma música. recomendo muitíssimo!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo