• melody erlea

abba e seus figurinos deduzidos do imposto de renda



vou começar esse post pedindo algo quase impossível: limpe seu cérebro completamente de todas as referências pop das últimas décadas. tenta resetar suas memórias pra um período anterior à lady gaga, à bjork de vestido de cisne, à lil kim de macacão roxo com seio aparecendo; vamos voltar 50 anos no tempo, pouco antes de david bowie nos apresentar a figura andrógina e fashionista de seu alien ziggy stardust.


vamos pra bem longe do glam erótico de bowie, bem longe da efervescência cultural londrina dos anos 70, lá pro programa de competição musical eurovision de 1974, que catapultou a banda sueca abba pro sucesso mundial - e aparentemente eterno.



imagina isso: de repente, 4 pessoas usando botas de plataforma prateadas e figurinos que pareciam sair de um pulp-fiction sci-fi de piratas espaciais. na tv européia. e vou repetir: não era o david bowie e seu glam-rock sensual e provocador. era uma banda pop sueca, se apresentando num programa indicado pra assistir com a família.

daqui de 2021 é difícil compreender quão fora da curva o abba tava em relação à estética pop e disco da década - aqui nesses tempos doidos, todo e qualquer artista musical se veste de maneira espalhafatosa. mas na suécia dos anos 70, só havia um motivo pra eles se vestirem daquele jeito.



o figurinista da banda, owe sandström, confirma: o trampo com o abba foi o ideal pra ele expressar seu lado criativo sartorial mais doido, mas o figurino não era puramente motivado por razões criativas.


de acordo com as leis suecas, um grupo artístico pode descontar a grana dos figurinos (materiais E mão de obra) de seus impostos - desde que se comprove de que tais figurinos são realmente impraticáveis de usar na vida real. deu que cada novo conjunto de figurinos do abba era mais complexo, brilhoso, colorido e absurdo do que o outro.



o mais louco de tudo: com os mais de 500 figurnos criados pra banda, muitos dos quais eram produzidos em mais de uma cópia (cada cópia era enviada pra uma cidade em que eles se apresentariam), o abba só passou 3 meses em turnê durante toda sua carreira. no fim das contas, a grande maioria dessas roupas só foi usada em fotos promocionais, sem nunca viver seu destino de vestir o abba em um show - e ainda assim, a estética abba, dos sonhos de dancing queen, se fixou em nosso imaginário cultural pra sempre (mesmo que hoje ela seja ofuscada por todos os outros figurinos-pop loucos que apareceram desde então).


todos os figurinos da banda ficam em exibição no museu do abba, em estocolmo, onde há inclusive uma parte interativa em que visitantes podem vestir réplicas de algumas das roupas. fora do museu, ninguém jamais foi autorizado a vestir uma cópia de figurino do abba - a não ser a madonna, para o clipe de seu single hung up, em que ela também sampleia a música gimme! gimme! gimme! (a cantora também é a única artista que obteve permissão pra usar uma música do abba como sample).

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo