• melody erlea

a cena do vômito em o pestinha 2 mudou minha vida



se vocês me perguntarem meu top5 de cenas do cinema que mudaram minha vida, eu garanto a decepção: não vai ter truffaut nem gordard, nem poderoso chefão ou nada do coppola, nem os queridinhos indies da nova geração tipo clube da luta ou brilho eterno.


mas uma cena que com certeza está na minha lista de momentos INESQUECÍVEIS da 7a arte, é a cena do vômito no brinquedo do parque de diversões no clássico da sessão da tarde, o pestinha 2.



pra começar, o pestinha é a única franquia de filmes em que o segundo filme é claramente e indubitavemente melhor que o primeiro - numa onda de filmes sobre moleques infernais nos anos 90, tipo denis o pimentinha e o maukalin culkin em esqueceram de mim, foi só o pestinha 2 que apresentou a versão feminina da criança despirocada.


ver uma menina, de vestido e lacinho no cabelo, sendo AINDA MAIS insuportável que seu parceiro de cena do sexo masculino, inventando as loucuras mais loucas pra pregar peças nos outros, sendo completamente desobediente sem um pingo aparente de remorso - POHAN, QUE SOPRO DE AR FRESCO!



minha mente infantil expandiu em milhares e quilometros quando eu vi esse filme e entendi que, sim, era verdade: meninas podem fazer tudo que meninos fazem. e ainda melhor.


pra pequena melzinha, que sempre cumpriu todas as regras da infância, que sempre respeitou os outros e desde cedo aprendeu a não se impor e não falar nada que pudesse incomodar os outros, o pestinha 2 foi quase uma lição de vida (que eu demorei mais de 30 anos pra absorver e assimilar): não existe regra social inventada para conter a inventividade feminina que é mais forte do que o desejo de uma mulher de se fazer ver e ouvir.


e, sim, isso eu aprendi numa cena de vômito num parque de diversões.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo