• melody erlea

clarissa - ela sabia de tudo



sempre que eu vejo algum look dessa tendencia maximalista super colorida cheia de estampas e elementos, imediatamente me lembro da pioneira no estilo...



quem aí lembra da clarissa? ela foi uma personagem única na história das sitcoms infanto-juvenis, a 1a protagonista que fugia a estereótipos - não era nem a menina super feminina popular, nem a esquisita nerd: ela era apenas clarissa, uma menina super inteligente, descolada e segura de si, que tinha o melhor quarto do mundo com poster da banda they might be giants, e que gostava de pearl jam, ciências e atazanar seu irmão mais novo, fergusson.



o figurino da clarissa se tornou icônico, e começou a influenciar a moda adolescente após apenas alguns episódios! inclusive, a série fez os coturnos doc martens virarem tendencia entre pré-adolescentes lá no comecinho dos anos 90! a criadora do look era a figurinista lisa lederer, e ela queria um figurino que mostrasse que clarissa criava seu próprio estilo, a partir de seus gostos e referências - alooou camiseta do keith haring!



mas tudo de um jeito natural - dava pra ver que clarissa amava se expressar atraves de suas roupas, mas sem ficar pensando muito em moda. o estilo dela era eclético e divertido, sempre confortável e apropriado pra que ela vivesse suas aventuras adolescentes com seu melhor amigo sam.


a ideia de mitchell kriegman, criador da série, era fazer uma personagem que fosse a versão feminina do ferris bueller, do curtindo a vida adoidado, lembra? a clarrissa até conversava com a gente, igual o ferris, numa proposta de 4a parede inexistente que faz dela basicamente um prenúncio da fleabag.



alem da personagem feminina sem precedentes (estamos falando de 1991!), clarissa se destacava de outras series da época por não ter nenhuma mensagem moralizante ou lição a ser aprendida em seus episódios (o que acontecia em todas as outras sitcoms, inclusive as similares punky e blossom) - eles se garantiam na representação da vida real através do humor e do absurdo. mas eu definitivamente aprendi uma lição de vida com a clarissa: que ser diferente, autêntico, original é cool e que a melhor coisa que a gente pode fazer é ser quem somos, looks esquisitos e tudo, e se for de doc martens, melhor ainda.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo