• melody erlea

my mad fat diary: nostalgia adolescente e saúde mental

esse post acompanha uma playlist no spotify!

tá afim de uma indicação de série com aquela dose de nostalgia 90s? pois pega essa nostlagia dupla: a série é de 2013 (pode parecer ontem mas faz quase 10 anos) e se passa em lincolnshire, inglaterra, em 1996 - prato cheio pra todo mundo da onda retrô 90s-00s.


my mad fat diary podia ser só uma série teen. rae, a protagonista, é uma adolescente passando pelos turbilhões emocionais dessa fase da vida, com as brigas de melhor amiga (ajuda que a melhor amiga, chloe, é interpretada pela maravilhosa e eterna villanelle jodie comer), os segredos, os crushes, as brejas, os beijos, os posteres de banda na parede do quarto.

mas rae é uma adolescente gorda vivendo num mundo magro. ela tem compulsão alimentar quando tem crises de pânico. ela acabou de passar 4 meses internada numa instituição. ela faz análise e terapia em grupo e tenta, ao máximo, esconder de todos suas inseguranças.


ao mesmo tempo que tudo isso dá uma dimensão interessante e diferente ao bom e velho conto dos amigos adolescentes que se divertem enquanto descobrem a vida, nenhuma dessas características define rae por completo. ela é sempre maior e mais abrangente do que sua saúde mental.


o que define rae - o que faz a gente, que tá assistindo, amá-la e compreendê-la como ser complexo - é sua paixão por música. agora imagina: uma adolescente deprimida numa cidadezinha inglesa perdida, em plenos anos 90, no auge do britpop e do indie britânico.... só imagina a DELÍCIA que é a trilha sonora dessa série.

tem os clássicos ingleses da década, tipo oasis e stone roses, mas também tem beatie boys e prodigy. tem outros grandes nomes de outras eras de ouro da música pop inglesa, tipo the cure, paul weller, e tem os hits inesquecíveis de shaggy, bjork, lauryn hill... juntei algumas das preciosidades musicais da série numa playlist só nossa!


quanto à série... não quero contar muito pra não estragar a experiência de ninguém, mas ela é cheia de momentos deliciosos daqueles que fazem a gente sentir um gostinho de adolescência - tipo o episódio em que rae e seus amigos conseguem ingressos pra ver oasis numa cidade vizinha, e rae tem a oportunidade de ir de carro, do ladinho do crush.... dá até um friozinho na barriga e também vontade de ter um show numa cidade vizinha pra ir com um crush de carro.

enquanto os tempos pandêmicos não acabam e eu sigo sem show e sem crush, vou tentar achar o livro no qual a série foi inspirada - my mad, fat, teenage diary, escrito por rae earl durante a adolescência nos anos 80 e publicado como livro em 2007. volto em breve, espero, com as impressões sobre o livro!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo