• melody erlea

um vestido tipo villanelle em 5 visus que eu hei de usar na vida real

num ano como 2020, pruma roupa merecer um post completo no blog no maior estilo #repeteroupa oldschool com várias sugestões de uso pra usar de segunda a sexta sem nem pestanejar, essa roupa tem que ser uma BAITA roupa. pra essa pequena melzinha tirar sua camiseta de banda e suas meias divertidas e vestir qualquer coisa cujo coeficiente de conforto seja minimamente menor que o combo camiseta-e-meia..... pohan, tem que ser uma roupa que vale a pena ser vestida.


desde que maratonei as três primeiras temporadas de killing eve em julho eu tenho sonhado com um vestido de tule rosa que pareça um bolo de aniversário, igual ao da villanelle. preciso nem dizer que não tenho grana pra comprar um original a molly goddard, então tô desde julho bisoiando o enjoei semanalmente a procura de algo parecido. nessa procura cheguei a encontrar uma versão pirata do vestido de morangos que viralizou no tiktok e cogitei comprá-lo, apenas por motivos de acervo, quando TCHÁ encontrei um perfeito e de preço acessível.

(me arrependo levemente de não ter comprado o vestido de morangos também, mas a vida do garimpo é feita de escolhas difíceis e inesquecíveis).


eu ainda não tive grandes oportunidades de usá-lo na vida real, posto que esse é o-ano-que-não-existiu (mas-na-verdade-existiu-pois-ruim-demais-e-potencialmente-traumatizante), mas já aproveitei a oportunidade de (mais) um sábado ocioso e me permitir sonhar acordada e eimaginar uns luquinhos lindos, que esse vestido merece.


eu usaria todos esses visus pra ir trabalhar (talvez trocando o sapato de alguns, porque dar aula de saltão, mesmo que plataforma, é meio chato, mas de resto, todos looks aprovados pra vida adulta).


- bem basiquinha

esse look foi usado na vida real prum rolê rápido com minha mãe e minha irmã. tava levemente receosa de usar esse treco rosa neon de tule na rua então decidi deixar ele menos espalhafotoso com complementos em preto e mais de dia-a-dia, tipo o tênis (da vans, achadíssimo do repassa) e a jaqueta de couro. 100% aprovado por mim mesma. (o look acompanhou máscara, também preta).


- o flamingo punk

coturninho doc marten (enjoei), meias descombinando, camiseta branca (que garimpei no #incrivelbazardetrocas) e coleção de correntes no pescoço: 1 sonho usar esse luquinho num rolê, apenas.


- barbie dirige cisne negro

cinto vintage do cabideria brechó pra marcar a cinturinha e deixar a roupa bem com cara de tutu de balé mesmo. dá pra enlouquecer e ter tendências masoquistas de tutu preto, de tutu rosa, de tutu da cor que for, mas esse aqui é aprovado pela barbie (mas não pelo aronofsky).


- meio lily allen

ai que saudades dos tempos simples em que lily allen usava vestido de formatura com tênis, corrente e brinco de argola, hein? tentei fazer meu resgate dessa boa época com esse all star que comprei no enjoei e a jaqueta jeans vintage do meu pai. achei sucesso, só faltava estar em londres em 2006.


- fofa por fora, jessica rabbit por dentro

moletonzinho rosa do roger rabbit, botinhas espaciais, um visu todo trabalhado no alternativo-fofo, meio gothic lolita meio bailarina da pré-escola. o moletom quem me deu foi a divíssima stella, do diga xs, e eu sou apaixonadíssima por ele :3


- bloquinho rockabilly

eu JURO que: se não houvesse corona virus, se não fosse calor bagarai no carnaval e se eu fosse levemente social, essa seria minha roupa pra ir a algum bloquinho descolado daqui de sp, desses que mistura punk com carnaval, rock com carnaval, blues com carnaval e essas porras todas. sendo a realidade completamente contrária, ficará o registro do look na internet e eu seguirei de camiseta e meia dentro da minha casa onde nada acontece. mas, pohannn, que luquinho lindo hein? a camisa listrada eu achei no bazar unibes e as botas perfeitas são do enjoei.



0 comentário
  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone YouTube
  • Black Pinterest Icon
  • Preto Ícone Tumblr
  • Preto Ícone Spotify

RECEBA A NEWSLETTER