top of page
  • melody erlea

um adeus a terry hall, vocalista do specials



imagina você ser o cara responsável por fazer uma geração inteira de jovens trabalhadores usar doc martens, terninho p&b com suspensório e ouvir ska. tá, talvez isso seja uma hipérbole, mas terry hall não merece nada menos do que isso. vocalista do specials, a banda que inaugurou a segunda onda do ska, conhecido como 2 tone, terry uniu elegância e consciência social, posicionamento político e música dançante, tradições britânicas e cultura dos imigrantes caribenhos.



the specials foi a banda mais cool da era do pós punk - eles não tinham apenas um visual autêntico e significativo, mas também personificavam os conflitos e a energia de uma juventude angustiada e paradoxal.



os specials eram uma válvula de escape em forma de música pop, rock 'n' roll e cultura alternativa pra jovens vivendo uma era de crise, desemprego e tensão racial. um bando de rapazes, brancos e negros, fazendo música animada, que misturava a sonoridade punk com o reggae, as referências do mod com os ritmos jamaicanos, sempre com letras politizadas e inclusivas. poder curtir um som, dançar, e lutar pelo que a gente acredita: lá na década de 1970, isso era a definição de diversão.



os shows dos specials eram uma explosão de energia, com todo mundo pulando pra lá e pra cá e se mexendo pelo palco - menos terry, que mantia uma certa postura impassível e um olhar fixo, quase melancólico. ele balançava com a música, às vezes, ou acenava a cabeça em aprovação do que estava ocorrendo ao redor dele. parte dessa postura de palco ele creditava a johnny rotten, dos sex pistols: o olhar irredutível, sem piscar, o corpo imóvel, quase um transe. em terry, ao invés de intimidante, a afetação se tornava elegante, combinando perfeitamente com seu estilo que já se tornou símbolo de um movimento cultural.



antirracista, antifascista, bem vestido e com a voz de um anjo punk inglês: adeus, terry, um dos maiores rockstars que esse mundo já viu, com um estilo que virou símbolo de uma ideologia.


[pra saber mais sobre o movimento 2 tone e a segunda onda do ska, recomendo o docmentário dance craze, de 1981!]


1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page